Skip to content

Lg Q6 Plus é Bom ? Lg Q6 Preço [DESCONTO EXCLUSIVO]

3 meses ago
lg q6 plus

Lg Q6 Plus é Bom Mesmo ?

Pode chamá-lo de mini LG G6. Sem brincadeira, o Q6+ é muito parecido com o top de linha da coreana. Ele tem uma tela sem bordas idêntica ao outro, display imersivo de proporção 18:9 e uma interface também igual. Mas é claro que, em se tratando de um smartphone intermediário e custando menos da metade do preço do irmão, algumas concessões precisaram ser feitas, e você vai ver quais são elas a seguir, na nossa análise.

Antes de mais nada, vale também dizer que o Q6 e o Q6+ são praticamente idênticos, tirando o fato de que o Q6+ — o que recebemos para nossos testes — tem 4 GB de RAM contra 3 GB do Q6 normal, e 64 GB de armazenamento interno contra 32 GB do Q6 normal. Dito isso, vamos para a análise!

Design

Já falei, mas vou repetir. Aqui temos um aparelho muito parecido com o LG G6, com as quinas arredondadas e frente praticamente sem bordas. A diferença é que ele é feito de materiais um pouco mais modestos.

Apesar disso, o entorno tem um acabamento de alumínio, que dá uma aparência mais sólida a ele, além de protegê-lo contra quedas e pancadas nas laterais. Se a borda traz essa proteção, o mesmo não se pode dizer da traseira, feita de plástico, que risca com facilidade e atrai marcas de dedo como nenhum outro acabamento.

Atrás também temos a câmera no canto superior esquerdo, bem integrada ao corpo, sem calombos, e a caixa de som na parte de baixo. Não é uma posição muito interessante: ao segurar o smartphone, é fácil cobrir a saída com a mão. Além disso, o speaker não é dos mais altos. Mesmo no volume máximo, não dá onda, e o som também é um pouco flat.

lg q6 plus

Uma coisa que agrada nesse smartphone é que, apesar da tela relativamente grande de 5,5 polegadas, ele é bem compacto. Usá-lo com uma mão não é um problema. Em cima da tela, existe uma área pequenininha para abrigar a câmera frontal e os sensores, enquanto embaixo tem apenas o logo da LG.

Na lateral esquerda, ficam os botões de volume e na direita, o de liga/desliga. Eles são bem integrados ao corpo. Na esquerda, temos o slot para acomodar um cartão nano SIM e um micro SD, e outro abriga um segundo cartão nano SIM separado. Embaixo, uma entrada de fone de ouvido normal, de 3,5 mm, e porta micro USB. O USB-C mandou lembranças.

Se você ainda não percebeu, tem uma coisa faltando nesse smartphone: o sensor de digitais. Por algum motivo, a LG resolveu retirar essa função do projeto do Q6. Mas ele possui reconhecimento facial, que funciona bem e rápido se a iluminação é boa. Já se a iluminação está fraca, aí dá para se frustrar e passar um bom tempo tentando o desbloqueio.

Ah! E dá para burlar o sistema com uma foto impressa em tamanho real. Se você quiser impedir isso, existe a função “Reconhecimento Facial Avançado”, e aí a foto não vai burlar o sistema. Outra questão curiosa aqui é que, oficialmente, esse sistema de reconhecimento de rostos só aceita o registro de uma pessoa.

No entanto, você pode usar a opção de “Melhorar o reconhecimento facial” para registrar outros rostos. Em nossos testes, puxamos o estagiário – porque para alguma coisa ele tem que servir, né? – e registramos os dois rostos. Funcionou. Desbloqueou o rosto dos dois.

Em geral, o Q6+ é um aparelho que nos agradou aos olhos, principalmente por conta da proporção entre a tela e o corpo. Possui uma boa construção, parece robusto, tem um design bem ergonômico e é oferecido em três cores aqui no Brasil: preta, cinza e ouro-rosê.

Display

A tela do Q6+ é totalmente flat, sem curvas nas beiradas. Tem 5,5 polegadas e proporção de 18:9, que a LG vem tentando emplacar em seus dispositivos. A resolução é de 2160×1080 pixels e traz a tecnologia FullVision, idêntica à do G6.

As cores e o contraste são bem interessantes, apesar de não muito intensas. A tela tem um bom brilho, e não é nenhum sacrifício usá-lo debaixo de sol forte. Por cima, temos a proteção Gorilla Glass 3.

lg q6 plus

Desempenho

No começo, a gente falou que algumas concessões tiveram que ser feitas para baixar o preço do smartphone, né? E o quesito que mais sofreu nesses cortes foi a performance. O Q6+ traz um processador de entrada, um Snapdragon octa-core de 1,4 GHz.

Completando o pacote, temos 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento – só lembrando, mais uma vez, que essa é a única diferença para o Q6 mais básico, que tem 3 GB de RAM e 32 GB de espaço interno. De qualquer forma, os dois vêm com entrada para cartão micro SD.

lg q6 plus

Câmeras

O LG Q6+ tem uma câmera traseira de 13 MP com flash LED e uma frontal de 5 MP com ângulo de visão de 100º, que permite umas selfies mais amplas. Ele tem um truque interessante: clique duas vezes no botão para diminuir volume, e pronto: a câmera é aberta em questão de segundos. Isso é bom para não perder o clique naquela situação rápida.

A câmera frontal também pode ser intercalada entre o ângulo mais aberto de visão e o normal, para colocar mais ou menos pessoas na selfie. Quando o assunto é vídeo, o Q6 pode gravar a até Full HD – alguns de seus concorrentes já gravam 4K, e dá para ativar o estabilizador de imagens para reduzir a tremedeira.

Até que os controles da câmera são bem completos. Há nove filtros e três modos de câmera: auto, panorama e comida. O HDR fica ativado por padrão e aqui, no botão de disparo da foto, você pode deslizar para cima e para baixo para dar zoom in ou out.

Bateria

O Q6+ traz uma bateria de 2.900 mAh, não removível. Em nosso teste, foi tranquilo chegar ao final do dia com um restinho de carga. Não sobra nada para o dia seguinte, mas segura até o final da jornada de trabalho. Quando ele atinge os 15%, entra em ação a função de Economia de bateria, que diminui o brilho da tela e restringe a performance de alguns apps em troca de alguns minutos a mais de vida.

lg q6 plus

Lg Q6 Ficha Técnica

lg q6 plus ficha tecnica

Capa Lg Q6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *